Experiências com as quatro melhores coisas da vida: Comer e Viajar

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Ah, o tempo livre

Foi na semana em que ainda estava de férias, mas já de volta a SP, e a esposa já trabalhava. O tédio e as longas tardes livres serviam para preparar comidas trabalhosas, divertidas e gostosas. Foi numa dessas que preparou um belo nhoque de jerimum.

Os pedaços de jerimum foram cozidos no vapor, depois batidos no processador, agregados de manteiga e um ovo e uma xícara de farinha de frigo. A mistura esfriou e o Monstro moldou os pedaços de massa,forrando as mãos com farinha de trigo para não grudar e formando rolinhos, que eram cortados no formato.
Depois foi só cozinhar até que eles subissem na água quente e servir com um molho de berinjelas com cebolas e tomates - um jantar quase vegan e ainda assim muito bom.

2 comentários:

Gabriela Galvão disse...

Meu namorado ñ gosta nem d abóbora, nem d beringela; me pareceu um ótimo jeito d contestar isso!

(À primeira vista, achei q fosse polentinha frita com molho d tomate e calabreza, q eu adoro!)

Abraço!

π disse...

Nossa, quero muito fazer! Adoro nhoques de todos os tipos!