Experiências com as quatro melhores coisas da vida: Comer e Viajar

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Sobre comer merda

Preocupada com as doenças adquiridas nos EUA pela ingestão de alimentos contaminados, que foi a causa de morte de pessoas que comeram espinafre com o E.Coli no ano passado, a revista Slate chegou a uma solução: o norte-americano precisa comer mais merda.

Segundo a revista, por ser um povo obcecado com a limpeza dos alimentos (chegando a usar radiação neste processo), o norte-americano médio não cria muita resistência intestinal a bactérias, protozoários, vermes e nenhum outro parasita, o que faz com que ele morra a qualquer infecção. O remédio, então, seria a cropofagia, desde a infância, para fortalecer o corpo contra agentes externos.

Guardadas as proporções e eliminada a ironia, é curioso que isso seja exclusivo dos americanos. Menos preocupados com a “higiene”, os franceses pegam os alimentos com a mão, não se preocupam com a limpeza excessiva de frutas e verduras (não costumam sequer lavar algumas panelas especiais), e parecem ser bem mais resistentes a alimentos “impuros”.

Ironia por ironia, eu prefiro avaliar o que comem americanos e franceses e chegar à conclusão de que, na comparação, o que o povo dos EUA come é merda...

2 comentários:

Anônimo disse...

Ora, aqui pode-se aliar a antropofagia com o fortalecimento das defesas dos americanos aos coliformes fecais: basta se comerem entre si e estarao bem fortinhos para a merda que vier.

AMOR disse...

nossa parece coco q nojo